Evolução dos Logotipos

 

Oficialmente fundado em 11 de outubro de 1955, criado como atrativo pela Santapaula Melhoramentos, no loteamento de mesmo nome, teve sua inauguração oficial comemorada com uma grande "Festa das Nações", reunindo grupos de diversas origens apoiados pelos seus respectivos consulados. Foi a partir daí que o Clube passou a contar com a presença de inúmeros estrangeiros.

À época de sua fundação, o Clube Santapaula já contava com piscina, quadras de tênis e voleibol, a antiga sede onde hoje está a lanchonete, a casa da criança, a sede da hípica com cerca de 12 cocheiras e o bosque com caramanchões de sapé.

Nos primeiros cinco anos, não era cobrada mensalidade ou taxa de manutenção. Quem comprava um terreno recebia um título de proprietário e tinha direito de freqüentar o Clube. Em 1960, já sem vinculações com a Santapaula Melhoramentos, é que se começou a cobrar taxa de manutenção.

O então presidente Jorge Roubik Man lançou uma série de títulos de sócio proprietário para, com a arrecadação, executar novas obras necessárias. Com a verba de 160 títulos vendidos, foi feita a iluminação da piscina e construído o prédio onde hoje fica restaurante, salão de sinuca e vestiários da piscina, bem como as quadras nº 3 e nº 4 de tênis (lago), mais 12 cocheiras, início das quadras de tênis nº 5 e 6 (hípica).

Já na gestão seguinte, de Rubens Leme, foi feita a complementação das quadras de tênis do lago e concluídas as quadras de tênis da hípica. A quadra de voleibol foi ampliada, desdobrando-se em duas e a quadra de tênis nº 1 foi iluminada. Foram construídas e adaptadas mais 40 baias na hípica e a quadra de futebol de salão. No ano seguinte, com Alencar Burti na presidência, foi construído o campo de futebol e concluída a construção das baias.

O acesso ao Clube, naquela época, era precário devido à estrada de terra, incluindo a Rodovia Raposo Tavares. Sócios antigos contam que, em dias de chuva, era uma epopéia o passeio ao Clube Santapaula e, na hora de ir embora, saíam em caravana para se ajudarem nos atoleiros. A estrada de Caucaia foi asfaltada em 1974, quando então se aproveitou a oportunidade para fazer um novo acesso ao Clube, facilitando sobremaneira a vida de todos associados.

Em 1987, foi inaugurada a sauna e também uma nova enfermaria. O bosque, que até 1986 contava com um galpão grande e 20 quiosques, ganhou outro galpão. Posteriormente, entre os dois galpões, foi construído um forno para pizzas. Em 1989, foi construída a cancha de bochas e um playground para crianças. No mesmo ano, o Clube Santapaula ganhou duas quadras de "tennis-fast" possibilitando a prática do esporte mesmo com mau tempo, pelas suas características de secagem rápida.

Na gestão 91/92, foi construído um campo de futebol society e uma das quadras de vôlei de saibro foi adaptada para vôlei de praia. Já na gestão seguinte, o antigo salão de ginástica foi modernizado, tornando-se uma verdadeira academia. Em agosto de 1992, foram concluídas as obras de um novo prédio para ser a Secretaria do Clube, ao lado da portaria.

Em 1996, foi erigida uma ermida no bosque em homenagem a Santapaula. E a partir de 10/05/2000, pelo Decreto Municipal nº 4275 baseado nas Leis Municipais 694 e 742, o loteamento original tornou-se um Bolsão com o nome de Residencial Santapaula, dentro do qual o Clube está inserido.

Ao longo dos seus quase 60 anos, o clube teve realizações que marcaram época. A primeira delas foi a famosa e comentada "Festa das Nações". Em 1965, foi realizado o I Campeonato da Juventude - Infanto-Juvenil de Tênis, com o apoio da Federação Paulista de Tênis e participação de cerca de 120 tenistas, de São Paulo e de outros estados, em diversas categorias. Atualmente, o Clube Santapaula realiza diversas festas tradicionais, como Carnaval Infantil, Dia das Mães, Páscoa, Festa Junina, Festa da Cerveja, Aniversário do Clube, Natal, o sempre animado Reveillon e diversas outras atividades sociais. Também realiza torneios hípicos e de tênis, além de jogos de futebol aos domingos.

Galeria de presidentes
1955 Luiz A. Fleury da Assumpção
1956-1957 Brigadeiro Luiz L. Netto dos Reis
1958 Archimedes Scatena
1959-1960 Roberto Pasqua
1961-1962 Jorge Roubik Man
1963-1964 Rubens Leme
1965-1967 Alencar Burti
1968-1969 Nevio Silveira
1970-1971 Bóris Czernorucki
1972-1973 Paulo Freitas
1974-1975 Leno Melgaço Paschoal
1976-1978 Paulo A. Lobo Guaraldo
1979 Rubens Leme
1980 Francisco Frederico
1981-1982 Louis Arnold Constant Herck
1983-1984 Pietro Ariboni
1985-1986 Leno Melgaço Paschoal
1987-1988 Hermelindo Lopes dos Santos Filho
1989-1990 Hermelindo Lopes dos Santos Filho
1991-1992 Walter Kohl
1993-1994 Paulo Corrêa
1995-1996 Hermelindo Lopes dos Santos Filho
1995-1996 Walter Kohl
1997-1998 Cláudio Lopes dos Santos
1999-2000 Mário Adriano Cardoso Rayel
2001-2002 Delfim da Costa Almeida
2003-2004 Cláudio Dragone
2005-2006 Celso Comisso
2007-2008 Claudio Dragone
2009-2010 Roberto Wertheimer
2011-2012 Alvaro Vilela
2013-2014 Alvaro Vilela